Monday, February 26, 2024
Google search engine
InícioNegóciosMaturidade digital das MPEs ganha impulso em 2023, aponta pesquisa da ABDI

Maturidade digital das MPEs ganha impulso em 2023, aponta pesquisa da ABDI

A média da maturidade digital das micro e pequenas empresas brasileiras evoluiu com mais força este ano do que nos períodos anteriores, com uma pontuação de 48,25, revela o Mapa da Digitalização das MPEs Brasileiras 2023 elaborado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). A terceira edição da pesquisa, realizada também em 2021 e 2022, aponta como as MPEs avançam na agenda da digitalização de seus negócios e quais tecnologias habilitadoras são utilizadas nesse processo.

Organizado a partir de um questionário de 20 perguntas baseadas em cinco objetivos, dentre os quais ‘Conectar e Engajar Clientes’ e ‘Estabelecer novas bases de competição’, o estudo confirma que a digitalização dos negócios no Brasil tem sido consistente ao longo dos anos, seja nas empresas que já nascem em contextos digitais, seja em empresas analógicas que precisam se adequar ao novo padrão. O acesso à internet em banda larga em toda a empresa continua sendo a tecnologia mais implementada, alcançando 53,9% de respostas “Concordo Totalmente”. O uso de ferramentas de e-learning para aprendizagem, por sua vez, é a tecnologia menos implementada, com somente 13,7% das empresas “concordando totalmente”.

“O Mapa revela que a média de maturidade aumentou bem em relação ao ano de 2022, mas aponta também que temos muito espaço para evoluir”, analisa a gerente de Transformação Digital da ABDI, Adryelle Pedrosa. “Constatamos nesta pesquisa, por exemplo, a pouca implementação de ferramentas de e-learning para aprendizagem e o arrefecimento na ampliação dos canais de negócios on-line”, exemplificou, atribuindo a desaceleração relativa aos canais a possíveis efeitos da reabertura econômica pós-COVID, marcada pelo retorno das atividades presenciais.

Níveis

A pesquisa classifica o nível de maturidade digital das empresas em uma escala que varia de 0 a 100. Quanto mais próximo de 100, mais maduro é o negócio. Desta forma, e como em suas edições anteriores (2022 e 2021), o estudo da ABDI classificou as empresas em quatro níveis de maturidade digital em função dos resultados de sua pontuação no nível de implementação das práticas digitais testadas: Nível 1, denominado Analógico, que reúne empresas que atingiram até 20 pontos; Nível 2, Emergente, com empresas que alcançaram entre 20,1 e 50 pontos; Nível 3, Intermediário, com a inclusão de empresas que atingiram entre 50,1 e 80 pontos; e Nível 4, o denominado Líder Digital, que abrange empresas que atingiram mais de 80 pontos.

A pesquisa aponta que a média da maturidade digital das micro e pequenas empresas brasileiras evoluiu com mais força do que em anos anteriores, com uma pontuação de 48,25, em 2023 – em 2022, a média foi de 44,07, e em 2021, de 43,64. A progressão foi sustentada por uma melhora da digitalização das empresas em todos os níveis: atualmente, apenas 8,4% das MPEs estão no primeiro estágio (Analógico), contra 14,9%, em 2022, e 14,5%, em 2021. Na parte de cima da tabela, o indicador de empresas integrantes do Nível Líder Digital subiu de 2,4%, em 2021, para 4,5%, este ano.

Pelo segundo ano seguido, o setor de comércio apresentou a maior evolução no período, saltando de uma pontuação de 43,83, em 2022, para 48,02, em 2023. O setor de serviços, por sua vez, atingiu os melhores resultados em 2023. A diferença entre os dois segmentos e o setor industrial, no entanto, é quase imperceptível: a média de maturidade digital das empresas de serviço alcança, hoje, 48,45. No setor industrial é de 48,28 e entre as empresas do comércio, 48,02.

Apesar do crescimento das práticas relacionadas à digitalização de processos e ao uso e geração de dados, a falta de recursos ainda é apontada como o principal desafio para avanços na agenda da transformação digital.

Amostra

A terceira edição do Mapa da Digitalização das MPEs Brasileiras teve como amostra 2 mil micro e pequenas empresas nacionais de todas as regiões do Brasil. A coleta das respostas aconteceu por telefone, entre maio e junho de 2023. Com representatividade nacional, regional e setorial, a pesquisa contou com 664 respondentes de empresas do setor industrial, 668 de empresas do setor de comércio e 668 do setor de serviços.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

MAIS POPULARES