Thursday, July 25, 2024
Google search engine
InícioCriptomoedaTokenização e inversão dos papéis dos agentes de mercado  

Tokenização e inversão dos papéis dos agentes de mercado  

Cássio Krupinsk

A tokenização de ativos é promissora no Brasil. O modelo avança com iniciativas e oportunidades em diversos segmentos, como imobiliário, renda fixa, consórcios e em breve valores mobiliários. Há pouquíssimo tempo, o processo chegou ao mercado regulado, sob a coordenação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e com a participação de grandes instituições financeiras.  

Com a regulação da tokenização e a entrada de instituições oficiais à dinâmica do mercado, crescem as transações, bem como a segurança do setor. Esse processo de evolução aumenta ainda a acessibilidade para o segmento, possibilitando que mais pessoas possam conhecer as vantagens e a capacidade da tecnologia blockchain.   

Mas quando falamos de uma nova tecnologia, “o velho” pode ser engolido rapidamente se não se adequar às transformações dos novos tempos. Assim como foi com o início da internet e, hoje, justamente com a blockchain, que faz o mundo girar mais rápido. Ou seja, produtos e processos inovadores modificam antigas infraestruturas e abrem espaço para a consolidação de uma nova cultura. 

Reconfigurando funções 

O movimento da tokenização já começa a mostrar o poder dessa tecnologia, capaz de reconfigurar papéis de agentes do mercado. Securitizadoras, por exemplo, serão impactadas na forma como desenvolvem o dia a dia de suas operações. Isso deve ocorrer por dois principais motivos: 

1 – Facilidade e eficiência nas transações: a tokenização promove fluxos operacionais ainda mais eficientes e dinâmicos, o que torna essa aplicabilidade imprescindível para a transição de processos.  

2 – Missão disruptiva: para o tomador de crédito, a tecnologia oferece um mundo repleto de novas possibilidades. Afinal, com o passar do tempo, o dinheiro será 100% interoperável, isto é, sem barreiras geográficas e com novos acessos. 

As operações ainda têm custos menores para quem tokeniza e investe, tornando essa modalidade ainda mais acessível. Além disso, envolve vantagens como automatização e descentralização dos processos, garantindo maior liquidez entre as pontas.  

Vale lembrar ainda que quase tudo pode ser transformado em um ativo digital, como obras de arte, direitos em geral, títulos de crédito, ações de empresas, precatórios e recebíveis de cartão de crédito e assim por diante. 

Não se pode mais negar o impacto da tokenização em todo o mercado financeiro. As oportunidades tanto para empresas quanto para investidores são vastas e haverá espaço para cada negócio impulsionar os resultados dentro de seus respectivos segmentos, buscando novas fontes que antes eram inconcebíveis e contribuindo para o desenvolvimento tecnológico no setor. 

*Cássio Krupinsk é CEO da BlockBR  

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

MAIS POPULARES