Saturday, March 2, 2024
Google search engine
InícioInovaçãoAdoção da robótica pela odontologia é destaque no Vale do Silício brasileiro

Adoção da robótica pela odontologia é destaque no Vale do Silício brasileiro

A possibilidade de interagir com o robô Bob, o primeiro assistente robótico do ecossistema odontológico brasileiro, foi um dos grandes destaques da segunda edição da Feira de Oportunidades do Inatel (Instituto Nacional de Telecomunicações) realizada em Santa Rita do Sapucaí (MG), município considerado o Vale do Silício brasileiro.

Durante a programação, o Hospital Odontológico Implar, referência nacional e internacional na aplicação dos novos conceitos da odontologia digital e responsável pelo desenvolvimento e utilização do equipamento, cadastrou 70 pessoas entre professores, pesquisadores e estudantes interessados em participar de estudos e projetos para viabilizar a ampliação da aplicação desta tecnologia para auxiliar nos processos do setor da saúde.


O diretor do Implar, Dr. Sérgio Dias, explicou que durante o evento, o robô fez várias exibições tanto de comunicação como por meio de movimentações que deixaram claras as funcionalidades deste equipamento atualmente dentro do hospital. “O evento permitiu ao Implar demonstrar que a robótica já está totalmente presente no ambiente odontológico e de saúde do país. Desta forma, conseguimos também apresentar o quanto é vasto o caminho para a criação de parcerias focadas na criação de novas metodologias, serviços e produtos baseados na robótica e processos digitais neste setor”, disse.


Dias comenta que atualmente o robô Bob tem autonomia para percorrer todo o hospital e, inclusive, ir até as salas dos cirurgiões e levar instrumentos. “A intenção do hospital é, não só ampliar as funcionalidades do próprio Bob, mas também criar uma família de robôs que possam se dividir em tarefas para levar maior conforto aos clientes e aumentar a produtividade e a eficiência dos profissionais”, diz.


Na avaliação do executivo, é cada vez mais fundamental que as empresas e profissionais da área da saúde estejam conectados com as universidades e as empresas de tecnologia. “A odontologia, por exemplo, acelerou a cerca de cinco anos a adoção de equipamentos mais autônomos que exigem conhecimentos específicos para manuseio. Dessa forma, a parceria entre esses dois ambientes favorece muito a obtenção de melhores resultados e o desenvolvimento de inovações”, afirmou.


ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

MAIS POPULARES